Além disso

Combatemos as doenças do tomate: descrição de possíveis problemas, fotografias e métodos de tratamento das plantas

Combatemos as doenças do tomate: descrição de possíveis problemas, fotografias e métodos de tratamento das plantas


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Depois de decidir criar uma plantação de tomate em casa ou em estufa, você deve estar preparado para certas dificuldades. As plantas estão vivas, portanto, também são suscetíveis a doenças e parasitas, como os animais.

A planta, aparentemente bela, murcha agudamente, deteriora-se e pode morrer, sem ter tempo para agradar ao seu dono com frutos suculentos.

Os motivos são diferentes, mas é importante que uma pessoa reconheça a doença e resolva pela raiz, antes que seja tarde demais.

No artigo você encontrará uma descrição das doenças do tomate (incluindo aquelas que surgem em campo aberto), suas fotos e também aprenderá como lidar com elas.

Regras e recomendações gerais

Infelizmente, o progresso ainda não atingiu o nível de interpretação humana dos sinais de animais e plantas. Uma planta, ao contrário de um animal, é um sujeito silencioso. Para determinar se algo está errado com um tomate, apenas os sintomas externos ajudam.

Olhe para as folhas com mais frequência. Manchas esbranquiçadas ou amarelas inchadas, atípicas, folhas de tomate inchadas e enegrecidas são um sinal de que a planta não está se sentindo bem. Uma planta murcha com toda a sua aparência indica uma doença.

Importante: Se o rebento começou a murchar abruptamente - não se apresse para enchê-lo de água! O motivo pode não ser falta de umidade, mas alta umidade, você corre o risco de contaminar a planta com outra coisa.

Assim que forem identificados o foco da doença e sua causa, cuide-se da segurança do restante do plantio.

Doenças do tomate podem ser causadas por vírus, a flora da doença pode ser de natureza bacteriana ou fúngica.

Não se esqueça de que, além das doenças, os tomates podem fazer mal por causa da falta elementar de vitaminas. Tanto os rebentos saudáveis ​​como os intactos e os rebentos com folhas, caules e sistemas de raízes danificados estão em risco.

A seguir, falaremos sobre as doenças do tomate e os métodos de lidar com elas.

Doenças do tomate: métodos de luta e fotos

Considere as doenças mais comuns em um vegetal, quais os sintomas que aparecem, como aparecem na foto, inclusive em plantas cultivadas em campo aberto, e quais são os métodos de tratamento do tomate com perdas mínimas.

Requeima


Uma doença muito comum e desagradável que os jardineiros experientes recomendam remover o mais rápido possível. Assim que você vir manchas escuras nos caules e folhas de um vegetal - coloque imediatamente em quarentena! Esta doença é causada por um fungo. Pode afetar os frutos da planta, e como resultado o agricultor malsucedido ficará simplesmente sem uma colheita.

Referência! A causa da requeima são mudanças repentinas de temperatura com alta umidade em uma sala ou estufa. O fungo pode se espalhar para plantas saudáveis ​​e, como resultado, toda a plantação pode morrer sem amadurecer.

Você pode saber mais sobre as doenças perigosas do tomate crescendo em uma estufa, bem como ver suas fotos, aqui.

Tratamento: é necessário tratar a planta afetada com uma preparação especial. Estes podem ser adquiridos em lojas de jardinagem. Freqüentemente, eles aconselham Fitosporin, Pseudobacterin-2, Baktofit, Strobi.

Para os oponentes do processamento químico, existem receitas populares. Um deles é uma tintura de alho com adição de permanganato de potássio.

Profilaxia: Para reduzir inicialmente o risco de doenças, compre variedades de tomate resistentes à requeima. Ventile a área de cultivo regularmente. E o mais importante, não inundar as plantações com água, especialmente em baixas temperaturas do ar.

Podridão


Existem vários tipos de podridão do tomate: cinza, marrom, radicular e apical.

  • Podridão radicular desenvolve-se nos casos em que o próprio solo foi mal escavado, mal processado, o estrume como fertilizante não é perepil. Nesse caso, é necessária a reposição total do terreno para o plantio, caso contrário a cultura não sobreviverá.
  • Podridão cinzenta surge de alta umidade ou se a bucha está danificada. Inicialmente, a doença atinge as folhas, depois os caules e caules dos frutos e, por fim, os próprios frutos.
  • Podridão parda, formado perto do talo. As manchas são cinza e marrom, respectivamente.

Para o tratamento, utilizam-se medicamentos fungicidas, ou seja, substâncias que matam o fungo. Os jardineiros mais eficazes reconhecem Switch, Fundazol, Euparen. Também é recomendado borrifar as plantas com tintura de alho para evitar o uso de produtos químicos.

Infelizmente, uma variedade de tomate resistente à podridão ainda não foi desenvolvida... Portanto, como medida preventiva, recomenda-se não plantar plantas próximas umas das outras. Se os tomates apodrecerem, remova-os de plantas saudáveis. E o mais importante - não machuque os brotos, pois as feridas dão acesso aberto ao fungo!

Atenção! A podridão superior é um pouco diferente: não surge da alta umidade, mas da falta de cálcio. Os frutos que não têm tempo de amadurecimento são afetados por manchas marrom-escuras, que posteriormente ressecam, mas o fruto já está perdendo sua apresentação.

Para evitar doenças nas frutas, fertilize o solo com substâncias e preparações com cálcio. Isso é adequado tanto para preparar o solo antes do plantio, quanto para tratar mudas já em crescimento.

Cladosporium


A doença se manifesta como manchas amarelo-escuras e marrons nas folhas das plantas. Isso ocorre devido à alta umidade e também é de natureza fúngica.

Importante! Cladosporium é perigoso porque os esporos de fungos são facilmente transportados pelo ar de plantas doentes para plantas saudáveis. Ao processar um tomate doente, remova as folhas infectadas com muito cuidado, pois a doença pode se espalhar para tomates saudáveis ​​e não há remédio químico especial para a cladosporiose.

Os agricultores oferecem uma saída para a situação na forma de medidas preventivas, como variedades de tomate resistentes a doenças. Se você suspeitar da propagação da doença de cladosporium, deve reduzir o nível de umidade na sala ou estufa.

Vírus


Se os esporos de fungos agem localmente, então os vírus do tomate afetam toda a planta como um todo, por analogia com o corpo humano. As doenças mais comuns desse tipo no tomate são o mosaico e a estria.

Importante! Reconhecer uma doença viral ou fúngica a tempo impedirá que sua colheita morra. Aprenda a distinguir um vírus de um fungo, e então o resultado na forma de uma boa colheita não demorará a chegar.

Mosaico do tomate - manchas nas folhas do broto são amarelas... Com uma doença avançada, as folhas se enrolam fortemente.

A estria é caracterizada pelo fato de aparecer nas plantas uma flor esbranquiçada, que destrói a planta por dentro, não permitindo que ela viva seu ciclo.

No caso de uma doença viral do tomate, seu tratamento será a separação da planta danificada dos brotos saudáveis. É altamente recomendável que o buraco desocupado e a área ao redor dele sejam tratados com uma tintura com adição de permanganato de potássio.

Profilaxia

A prevenção por si só é melhor do que qualquer tratamento eficaz... Jardineiros experientes são aconselhados a preparar cuidadosamente as sementes antes de plantar a colheita futura. Como processar sementes de tomate antes do plantio? Em primeiro lugar, recomenda-se encher as sementes com uma solução de água e sal. Depois de algum tempo, as sementes de boa qualidade depositam-se no fundo e as vazias e pequenas flutuam no topo. No futuro, recomenda-se que as sementes de tomate sejam tratadas com solução de manganês e germinadas em ambiente úmido.

Outra opção para fortalecer a imunidade do futuro plantio será o endurecimento das sementes. Nesse procedimento, as sementes em germinação são colocadas sucessivamente no frio e, em seguida, em um ambiente aquecido. Sementes de tomate endurecido sobrevivem melhor a diferentes condições de temperatura e menos suscetíveis a doenças.

O cultivo de tomates, seja em uma horta ou em uma estufa, não é uma tarefa fácil. Requer preparação para possíveis dificuldades, consciência de possíveis doenças das plantas, atenção às condições de cultivo dos vegetais. Com grande desejo e perseverança, qualquer jardineiro, experiente ou iniciante, pode cultivar uma boa colheita de tomates frescos por conta própria. Desejamos a você paciência e sucesso no cultivo de tomates deliciosos!

Além disso, um vídeo informativo sobre doenças do tomate e sua prevenção:


Assista o vídeo: Tomate cereja: alta incidência de fungos, vírus, insetos, etc.. como cultivar sem agrotóxicos. (Julho 2022).


Comentários:

  1. Majind

    Entre nós, na minha opinião, isso é óbvio. Eu não gostaria de desenvolver esse tópico.

  2. Caddaric

    Eles estão errados. Eu sou capaz de provar isso. Escreva-me em PM, discuta-o.

  3. Gilford

    Claro, não sou muito bem versado neste tópico, gosto mais de carros, mas nunca é tarde para aprender algo novo)

  4. Viran

    o ponto de vista competente, cognitivamente.

  5. Yeoman

    Frase maravilhosa e muito útil



Escreve uma mensagem